CRISP apresenta Outubro: O trabalho dos agentes penitenciários

No dia 05/10/2018 (sexta-feira), eu e o pesquisador Victor Neiva apresentaremos resultados de nossas pesquisas sobre o trabalho de agentes penitenciários em Minas Gerais. O encontro faz parte da série “CRISP apresenta” e acontecerá na sala 1012 da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais – FAFICH, às 14 horas.

CARTAZ-CA-outubro-724x1024O Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública – CRISP está vinculado à Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG e “é composto por um grupo de pesquisa, e, sendo seu objeto de estudo um fenômeno interdisciplinar e multidisciplinar, ele também é composto por pesquisadores oriundos de diferentes backgrounds: sociologia, estatística, ciência da computação, economia, filosofia, pedagogia, medicina”.

A FAFICH fica na Avenida Antônio Carlos, 6627 – Pampulha, Belo Horizonte. Informações: (31) 3409-6310 / crisp@crisp.ufmg.br

Falarei sobre a minha dissertação de mestrado intitulada “O dom de ver atrás do morro”: a atividade de agentes penitenciários em um manicômio judiciário de Minas Gerais, apresentada em fevereiro de 2018, na PUC Minas, orientada pelo Professor José Newton Garcia de Araújo.

Resumo: Os Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP), ou manicômios judiciários, são instituições destinadas a acolher pessoas que cometem crimes e que, por motivo de doença ou deficiência mental, são consideradas inimputáveis, sendo também tratadas como “pacientes judiciários” ou “loucos infratores”. Nessas instituições, os agentes penitenciários são responsáveis por garantir a ordem e a segurança, enquanto o pessoal técnico se encarrega de cuidar, tratar, avaliar e acompanhar os presos, garantindo sua saúde e seus direitos. O presente artigo, baseado em pressupostos críticos da psicologia do trabalho, discute resultados obtidos a partir de uma pesquisa de Mestrado, realizada em um manicômio judiciário de Minas Gerais, tendo como objetivo compreender a atividade de seus agentes penitenciários. A pesquisa evidenciou a ambivalência institucional dessa atividade, inscrita no conflito entre a lógica da segurança (prisão) e a lógica da saúde (hospital), tanto nos modos de lidar e se relacionar com o preso-paciente, como na estrutura física e no funcionamento do estabelecimento, no qual se privilegiam o aparato de segurança e a repressão, em detrimento da ressocialização.

O pesquisador Victor Neiva e Oliveira apresentará sua tese de Doutorado, intitulada: “O dilema identitário dos agentes de segurança penitenciária: guardiões ou policiais?”. A tese teve como objetivo central analisar o processo de construção da identidade profissional desses trabalhadores.

Resumo: Esta tese tem como objetivo central analisar o processo de construção da identidade profissional dos agentes de segurança penitenciária de Minas Gerais. O sistema penitenciário mineiro passou por mudanças drásticas nos últimos vinte anos e tem demandado um perfil específico de indivíduos para compor o seu staff. No decorrer desses anos ocorreu um forte investimento em programas de treinamento visando tornar os agentes penitenciários mais repressivos, estratégicos e eficientes para a manutenção da segurança e da ordem nas prisões. Essa profissionalização, por sua vez, se deu através da incorporação progressiva de elementos organizacionais característicos das forças policiais militares ao trabalho custodial e a valorização da performance militar de atuação. A identificação com o campo militar gerou um dilema identitário no grupo ocupacional: guardiões ou policiais?. Alguns agentes penitenciários tem rejeitado a imagem do guardião e se reconhecido como policiais envolvidos em operações de combate ao crime dentro e fora das prisões. Instalou-se uma identidade profissional dual, custodial e policial, com profunda repercussão nos ambientes prisionais e no modo como a ordem tem sido construída em seu interior.

Leia também:

Anúncios

2 Respostas para “CRISP apresenta Outubro: O trabalho dos agentes penitenciários

  1. Pingback: De volta à cadeira de aluno #6 | Mais uma Opinião·

  2. Pingback: CRISP apresenta Outubro: O trabalho dos agentes penitenciários — Mais uma Opinião…Meire Jimenez – Moda & Música & Afinidades·

Quero saber a sua opinião. Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.