Por que coisas ruins acontecem com pessoas boas?

É uma pergunta que me faço algumas vezes e tenho certeza que muitas pessoas se fazem também. Parece uma injustiça pensar que nós, cidadãos de bem, cumpridores das leis e educados com o nosso próximo, sejamos atingidos por uma tragédia qualquer, sem muita explicação, que deveria ser direcionada às pessoas que consideramos ruins, más e que mereciam isso ou algo muito pior.

Bom, mas se adiantasse alguma coisa reclamar das tragédias da vida e receberíamos logo uma explicação, o mundo não seria mundo e seria muito mais fácil entender a dinâmica estranha da vida. O mundo é injusto e desigual, e honestamente acho muito difícil ou impossível que isso mude no futuro.

6192b-crise2b1929

Vamos sempre ser surpreendidos com ‘presentes de grego’ que achávamos que não merecíamos. E, independente da crença religiosa, levo as mãos aos céus e pergunto: Porque (entidade religiosa suprema à sua escolha)?? Porque comigo?

É, nunca parece justo. Aliás, a justiça que observamos ao longo da vida é digna de recorrermos apenas à justiça divina como tábua de salvação. Aquele maldito que me passou a perna vai pagar caro por isso, vai sofrer em algum momento da vida ou ir até pro inferno, aquele lugar para onde mandamos os inimigos para queimarem eternamente.

– Mas, você está desejando mal às pessoas? Sonhando por vingança?

– Sim, estou.

Momentaneamente todos estamos. É uma baita ilusão religiosa pensar que não podemos desejar o mal às outras pessoas, que devemos perdoá-las imediatamente e que essa raiva, essa sede de justiça não faz parte da nossa natureza.

Não estou estimulando o ódio, não se trata disso, mas devemos reconhecer a raiva como algo legítimo. Caso contrário, ela te pegará de jeito algum dia, quando você menos esperar.

No período de férias passei por algumas situações de convívio social que testaram meu sentimento de indignação. Imagine-se em uma estrada. Você está dirigindo o carro e está no meio de um engarrafamento quilométrico, sem previsão de melhora.

A maioria, 80% dos motoristas, engolem seu egoísmo e seguem perfeitamente a longa fila de carros, sem tentar ultrapassagens absurdas ou algo estúpido.

Já nossos queridos 20%, tomados de orgulho, egoísmo e uma crescente afirmação de que são mais espertos que os outros, começam a ocupar o acostamento e passar por você acelerando, fugindo daquela situação caótica por uma via proibida.

Temos então: uma fila de carros quase parados esperando pacientemente a sua vez de sair do engarrafamento e uma fila ao lado de carros acelerando e tentando entrar na frente dos outros quando têm uma chance.

Imaginou a cena? Não me interessa com qual grupo você se identificou mais. Particularmente, me enquadro nos 80% dos cidadãos razoáveis que respeitam uma tragédia (engarrafamento) a que todos estão sujeitos e que não se acha no direito de sair daquela situação passando por cima dos outros, a qualquer custo. São as pessoas boas. Sim, sem pretensão.

Mas então, volto à pergunta inicial e questiono mais: o que nós, pessoas boas, ganhamos sendo bons? As pessoas que passaram por mim no engarrafamento e me deixaram com cara de otário queimarão no inferno? Serão multadas pela polícia? Serão punidas de alguma forma? Honestamente, não sei.

Nos sentimos ofendidos, injustiçados, enganados e violados também em situações de roubos, furtos ou qualquer ação que invada nossa liberdade e que afronte nossa noção de justiça.

Em contrapartida, quando nos tornamos descrentes da justiça e da ideia de que vale a pena sermos bons e justos, perdemos muito.

Perdemos a crença de que é possível viver em sociedade, em uma civilização, o caminho aceitável estabelecido há milhares de anos para uma convivência suportável entre seres bons e ruins ao mesmo tempo. Será que alguém tem outra sugestão?

Anúncios

2 Respostas para “Por que coisas ruins acontecem com pessoas boas?

Quero saber a sua opinião. Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s