Você vota por si ou por todos?

“Qualquer pessoa, com um mínimo de senso crítico,
não tem dúvidas de que o mundo psíquico e o
universo social são afetados por ‘desconhecimentos’”

Eugène Enriquez

Neste ano de 2014 estamos vivendo no Brasil eleições diretas para presidente, governador, senadores e deputados, estaduais e federais. Nessa época, textos e notícias sobre política se multiplicam e são muitas as opiniões, propostas e pontos de vista distintos.

Por uma obrigação civil, devemos comparecer às urnas no próximo domingo e escolher algumas pessoas que vão nos representar politicamente nos próximos anos.

Mas o que eleição tem a ver com psicologia? Além da questão objetiva que envolve uma eleição – a obrigação eleitoral – alguns aspectos aparentemente óbvios me parecem na verdade bastante subjetivos.

13cd0-voto-de-cabresto1

Utilizando-se de quais critérios eu escolho meu candidato? Porque voto no ciclano e não no beltrano? Voto por mim ou por todos?

Dias atrás me peguei lembrando como votei nas últimas duas eleições. Joguem suas pedras, mas me lembro de ter pedido indicações de candidatos a alguns amigos e familiares, e votado sem muita consciência de porque estava escolhendo fulano de tal para um cargo que eu nem sabia direito o que era.

Nossa consciência política não é lá grande coisa – a minha no caso, ainda a estou trabalhando – e infelizmente esse fenômeno do voto ‘irresponsável’ ou ‘influenciado’ é mais comum do que imaginamos.

Indo além, quando penso, reflito e escolho meu candidato, estou votando por mim apenas ou pelos outros? Voto pela manutenção do meu bem estar ou pelo bem comum? Votamos em nosso benefício mesmo que talvez outros sejam prejudicados?

Voto no deputado que irá lutar por minha classe profissional? No presidente que irá beneficiar minha família? Voto por protesto em alguém de pouca expressão? Voto por piada no candidato da moto ou no Zezinho do açougue?

Não me preocupo em discutir o peso do voto de cada um, porque acho que já foi devidamente enfatizado o fato que o seu voto importa sim, por mais que seja apenas um dentre milhões.

Entendo que provavelmente nunca teremos certeza do que é verdade ou mentira em uma corrida eleitoral, de quais boatos devemos duvidar ou qual passado macabro ou ilustre de cada candidato devemos considerar.

Que não temos consciência completa dos impactos de uma proposta ou de outra, e que sabemos que, no fim, nosso voto é uma aposta, um tiro no escuro um pouco iluminado.

Mas, ainda assim, podemos nos questionar a intenção de nosso voto e sugerir que, na próxima pesquisa de ‘intenção’ de voto, seja feita a pergunta: é cada um por si ou um por todos, todos por um?

Anúncios

2 Respostas para “Você vota por si ou por todos?

Quero saber a sua opinião. Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s