Ética, moral e psicodrama

Estudando sobre ética e moral encontrei, como citei no post anterior, Yves de La Taille, autor que é referência no tema. Ao conhecer suas ideias, despertei interesse em pensar sobre onde se encaixam os conceitos de ética e moral na Socionomia, ciência desenvolvida por Jacob Levy Moreno, mais conhecido pelo Psicodrama.

Superficialmente, observei algumas semelhanças interessantes e demonstro em primeiro lugar sobre o plano ético e moral.

La Taille, a ética e a moral

Em seu texto “Moral e ética: uma leitura psicológica”, La Taille trabalha com a seguinte tese: “para compreendermos os comportamentos morais dos indivíduos precisamos conhecer a perspectiva ética que estes adotam” (LA TAILLE, 2010).

Para demonstrá-la, o autor estabelece primeiramente uma diferença de sentido entre os conceitos de moral e ética. La Taille afirma que é comum a utilização das duas palavras como sinônimos, dizendo por exemplo que uma pessoa “não foi ética”, se comportado de modo “imoral”. Além disso, definições encontradas em dicionários costumam atribuir significados semelhantes aos dois conceitos.

No entanto, citando diversas referências, La Taille diferencia os dois termos e adota a diferenciação mais próxima da proposta de Paul Ricoeur (1990), sendo esta: “É por convenção que reservarei o termo ética para a busca de uma vida realizada e o de moral para a articulação dessa busca com normas caracterizadas ao mesmo tempo pela pretensão à universalidade e por um efeito de coação” (RICOUER apud LA TAILLE, 2010).

Sendo assim, para o estudo do tema, o autor reserva ao plano ético a questão filosófica “que vida eu quero viver?” e remete “à vida boa, a felicidade, o sentido da vida”. Já ao plano moral, reserva a questão “como viver?”, remetendo aos deveres para com o outro, consigo mesmo e o sentimento de obrigatoriedade.

1e68c-ciclo_de_palestras_2012_-_yves_de_la_taille_01

Yves de La Taille

La Taille afirma que “para merecerem o nome de éticas, as respostas a respeito da vida boa devem necessariamente incluir outrem, portanto serem pensadas do ponto de vista da articulação do individual e do coletivo. Se as decisões referentes à realização de uma vida boa não contemplarem a inclusão de outrem, diremos que não são éticas” (LA TAILLE, 2009).

Reforçando a sua tese de que o plano ético influencia o plano moral, o autor diz que a busca de uma vida boa deve contemplar uma vida com sentido “e uma vida que faça sentido deve, necessariamente, contemplar a ‘expansão de si próprio’ que se traduz pela busca e manutenção de representações de si com valor positivo.” (LA TAILLE, 2010)

Em resumo, minha busca pela vida realizada, que contempla meu autoconceito e minha identidade, influencia minhas ações, a maneira como me expresso e minha forma de agir.

J. L. Moreno, a conduta espontânea e a ética

Encontro semelhanças com a conduta espontânea trazida por Moreno e sua visão de um homem criador. Moreno concebe o homem como um gênio em potencial. Costa (2000, p.137) diz que na Socionomia “o homem é considerado um gênio, apenas necessitando aprender a desenvolver esse potencial, dependendo de como lida com a própria espontaneidade”

Segundo Altoé (2007), Moreno:

Compreende o indivíduo a partir de suas relações interpessoais, ou seja, como ser social apto à convivência com os demais que necessita dos outros para sobreviver e que usa para tanto os recursos inatos de espontaneidade, criatividade e sensibilidade (ALTOÉ, 2007, p.145).

moreno 1

Jacov Levy Moreno

Para Moreno o conceito de espontaneidade está intimamente ligado à ideia de adequação e adaptação, tratando-se de uma resposta adequada pelo indivíduo a si mesmo e ao meio em que ele vive. A espontaneidade pode ser entendida como “a melhor adaptação a uma realidade que se aprende a perceber de maneira mais completa” (MORENO apud MARTIN, 1984, p.133).

Uma conexão

Assim acredito que o ser espontâneo pode tratar-se fundamentalmente de um ser no plano ético, como definido por La Taille.

O potencial criador e a energia espontânea trazidos por Moreno podem se corresponder à “expansão de si próprio” utilizada por La Taille, expressão de autoria de Jean Piaget, que via “na tendência à superação de si mesmo, o vetor do desenvolvimento e a motivação central para as ações” (LA TAILLE, 2010).

Moreno atenta-nos para a importância de desenvolvermos a espontaneidade, tornando-nos mais aptos a darmos respostas adequadas às situações que vivemos e às condições que nos são oferecidas.

Dizendo de outra forma, não se trataria de compreendermos a ideia de uma vida boa, de uma vida realizada, com sentido, ética na medida em que contempla o outro e o meio em que vivemos?

Acredito que seja possível conceber semelhanças entre “ser espontâneo” e “ser ético”, e “agir espontâneo” e o “agir moral”. Como ferramenta que alia com maestria a teoria e a prática, o Psicodrama com certeza figura como um amplo referencial de compreensão da questão ética e moral, tão necessária nos dias de hoje.

Referências bibliográficas

ALTOÉ, Aparecida Debona. Moreno e Vygotsky: O aprendizado através da mediação humana e cultural in FLECHA, Beatriz (org.). Pontes do Psicodrama: na organização, na escola e na comunidade. Belo Horizonte: do autor, 2007.

COSTA, W. Cronosplatia Holográfica Universal – Projeto Águas Belas, Transtornos Psicoafetivos. Fortaleza: FEPS do Brasil, 2000. p.135 a 145.

LA TAILLE, Yves de. Moralidade e violência: a questão da legitimação de atos violentos in Temas em Psicologia – 2009, Vol. 17, no 2, 329 – 341 Dossiê “Psicologia, Violência e o Debate entre Saberes”

LA TAILLE, Yves de. Moral e Ética: Uma Leitura Psicológica in Psicologia: Teoria e Pesquisa. Brasília, 2010, Vol. 26 n. especial, pp. 105-114

MARTIN, E. Psicologia do encontro: J. L. Moreno. São Paulo, Duas Livrarias, 1984. p.119 a 157.

Anúncios

Quero saber a sua opinião. Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s